09 fevereiro 2021

ALEMANHA AMIGA, FOR EVERS CONTIGO!

Fui às lágrimas, ao ver ontem este Herr (Jens-Peter Evers) e outras Fräulein, vindas com ele, a contar na TV, em horário nobre, da sua satisfação por estar em Portugal, a ser tão bem tratados. Do mais importante que revelaram, foi que todos os médicos portugueses falam inglês e alguns até alemão! Porra, que povo extraordinário. E que, continuava Herr Evers, o patrão da coisa, até se sentiam uma espécie de "estrelas de rock-n-roll", pelo modo como eram encarados por cá, o que só demonstra que eles, vulgares profissionais de saúde militares, estão a ser olhados pelos indígenas daquele modo embasbacado e subserviente useiro e vezeiro neste país, desde os tempos de Eça de Queiroz, para o que nos chega de fora. 

Com o à vontade de quem se sente como faca em manteiga, Herr Evers, ao fim de uma rápida semana em Portugal, pôde também concluir com segurança que os portugueses não fizeram nada de mal no combate à pandemia. Que simpático, que fofo, ouço até daqui as palmas de Herr Costa, Herr SS (Santos Silva) e Frau von Themido. Nada de dissemelhante ao que os alemães fizeram no seu próprio Deutschland, confessou o querido comandante. Pois, a semelhança vê-se nos números de casos e de mortos por milhão de habitante [veja o Quadro abaixo], e nos pedidos de ajuda que a Alemanha tem dirigido a outros países...

Entretanto, esta simpática equipa de 26 profissionais, tem, para se entreter, num serviço com um máximo de 8 camas de cuidados intensivos (e, para já, 2 doentes), 6 médicos e 18 enfermeiros (2 por cama), 50 ventiladores, 150 bombas de infusão, para além de acesso total ao catering da Luz. Perguntem aos médicos e enfermeiros portugueses, aos tais que se entretêm na medicina de catástrofe, o que não poderiam fazer com o mesmo à vontade de meios e recursos e, já agora, pagos pela tabela alemã de vencimentos e com direito a ser rendidos daqui a três semanas.

Estou certo de que no final, todos eles sairão daqui com uma medalha, um voucher para voltar quando o Algarve reabrir e, condescendentemente, a equipa admitirá, durante a medalhada, trincar um pastel de Belém em vez de uma bola de Berlim. 


Números sobre Covid19 na Alemanha (primeira linha) e em Portugal (última linha), 9 Fevereiro 2021: 


Portugal (apesar de ter 8 vezes menos habitantes do que a Alemanha) tem, no dia de hoje, praticamente o mesmo número de novos casos de Covid19 e de mortos do que a Alemanha. Se tivermos em conta a população de cada país significa que temos por cá cerca de 8 vezes mais mortos, e 8 vezes mais casos novos do que eles. Em termos médios, o número de mortos é, desde o início da pandemia até agora, o dobro em Portugal quando comparado com os alemães. Resumindo: não há comparação possível e eles estão apenas a ser simpáticos com o país que visitam.

 

 

Sem comentários:

Publicar um comentário