10 agosto 2014

SALADA PIREU

Minhas boas amigas,
Agora que o Verão chegou (embora, sejamos sinceras, ele este ano não se recomende por aí além) apetece trocar as sopas por saladas, que nos trazem outra frescura às refeições. Assim, aqui fica a receita de uma salada que resolvi intitular de Salada Pireu, por ser uma adaptação minha de uma deliciosa salada que comi recentemente nessa muito simpática e ensolarada cidade Grega.
INGREDIENTES (para duas pessoas)
1 abacate
2 tomates médios bem maduros
1 cebola
1 mão cheia de pistáquios
½ pepino
1 ovo cozido
Azeite, vinagre balsâmico, sal q.b.
Nota: tome em consideração que os pistacchios são, por si, naturalmente salgados; desse modo reduza em conformidade o sal do tempero.

CONFECÇÃO
1. O maior segredo está na preparação da cebola crocante, pelo que começaremos por aí: descasque a cebola, corte em rodelas extremamente finas. Introduza as rodelas num tacho com água a ferver e deixe em infusão durante 15/20 segundos. Retire e introduza a cebola, assim amaciada pelo calor, em água gelada (água a que previamente juntou uma meia cuvete de cubos de gelo). Deixe repousar durante alguns minutos e reserve. Verá como a cebola fica maravilhosamente crocante e isenta daquele sabor tão intenso e desagradável que, tantas vezes, caracteriza este bolbo e nos obriga a um consumo excessivo de pasta dentrífica ou de sprays para o hálito.
2. Num bonito prato raso de dimensão generosa (para que os ingrediente não fiquem acavalados) disponha os tomates cortados em finas rodelas.
3. Descasque o abacate, que deve estar bem maduro, corte-o em finas fatias e justaponha no prato ao lado do tomate.
4. Faça o mesmo com o pepino e com a cebola.
5. O ovo cozido é ideia minha, pois na salada original não constava este elemento; mas pensei ser nutritivo e colorido acrescentar este toque de proteína animal.
6. Tome os pistacchios, previamente descascados, e semeie-os sobre o todo multicolor já disposto no prato.
7. Uma salada com esta disposição e delicadeza não pode, como é óbvio, ser temperada e depois mexida e remexida, pois destruiria a sua estética em camadas! Deste modo deverá preparar, numa pequena taça, uma mistura de azeite, vinagre balsâmico (de boa qualidade, é crucial evitar gostos ásperos) e sal. Bata a mistura com um garfo e regue a salada com o cuidado de quem estivesse a regar um bonsai.
A sua salada está deliciosamente pronta. Bom apetite!  
© Fotografia de Pedro Serrano, Agosto 2014.