16 julho 2011

DO PÉ PRÁ MÃO

À tardinha
A brisa soprou.
Pé ante pé
Teu coração
Abeirou
A palma
Da minha mão.
Ali ficou.





© Fotografia de Pedro Serrano, Mértola 2008