25 outubro 2012

JÁ AS ÁRVORES SE ILUDEM




Já as árvores se iludem
No tom do ferro esquecido,
No dourado esmaecido,
E no verde em contramão
Da folha que grita ao chão:
Ainda não, ainda não!




© Fotografia: Pedro Serrano, Leipzig, 2011.