29 agosto 2013

À SOMBRA DOS CROISSANTS




Até me caiu a alma aos pés
E por tombar tão pesada,
Ao escorregar de través
Fendeu o salto de um Prada
Esgaçou malha nos collants!
[Exilei-me na confeitaria
À sombra dos croissants]








© Fotografia de Pedro Serrano, Braga 2009.