24 fevereiro 2015

ERAM QUASE MAIS LARANJAS...

Na entrada das traseiras da casa, que foi a dos meus avós paternos, eram quase mais laranjas do que folhas e a árvore, que já por ali anda talvez há uma centena de anos, não aguentou: partiu-se em duas e encheu o chão tristonho de inverno de luz concentrada.
© Fotografias de Pedro Serrano, Queirã (Viseu), Fevereiro 2015.