01 fevereiro 2012

UMA COISA QUE SE VEJA

Em termos de profusão de igrejas católicas, pior do que Goa só mesmo os Açores! Há igrejas aos pontapés por todo o sítio onde andaram os portugueses, e o que se passa em Goa era também verdade em Cochim, uns 500 Km a sul daqui. Falo só em igrejas, pois se lhe adicionarmos as capelas pode-se dizer que a região está infestada. Nada disto se fez, como seria de desconfiar, sem atrito: os nossos enlatados heróis deram cabo de tudo quanto era templo hindu (o budismo de Sidartha Gautama, em 1500, já por cá andava há mais de 2.000 anos) e, em Goa, para se visitar um templo hindu é necessário percorrer umas dezenas de km até ao interior, onde a preguiça dos colonizadores não alcançava...
Na foto, ladeando o rio Mandovi, da direita para a esquerda, a igreja de S. Caetano, a basílica e a residência do bispo, e, se a foto se afiambrasse uns centímetros para a esquerda, surgiria na imagem a magnífica igreja dedicada a S. Francisco Xavier, o pregador ocidental mais famoso por estas bandas.


© Fotografias: Pedro Serrano, Velha Goa, Janeiro 2012.