27 setembro 2015

A TRISTE HISTÓRIA DO PERU ABU

Mari
Olá, queridos amiguinhos e amiguinhas:
Desta vez este texto é dedicado aos mais pequeninos. Eu sou a borboleta Mari e vou-vos contar a triste história do peru Abu.
Abu era um belo peru, grande, tufado, bem tratado e alimentado, que não largava penas e, não fora aquela ideia, que o angustiava, de estar predestinado a uma ceia de Natal, seria um peru totalmente feliz. Mas todas as noites tinha pesadelos e sonhava que estava a ser trinchado às fatias e, pau-la-ti-na-mente, começou a meter-se nas bebidas enlatadas... E os amiguinhos, aí em casa, sabem – o bom gnomo George não se cansa de nos alertar para isso – o veneno que aquilo é com os seus açúcares, corantes e conservantes. Pois Abu não quis saber de mais nada e passado pouco tempo consumia uma dose tremenda de enlatados!
Abu

E acabou assim, mirrado e assustador. Como já não tinha dinheiro nenhum para comprar refrigerantes, procurava no meio do lixo, nas latas abandonadas, à procura de eventuais desperdícios de bebidas. Nas horas vagas, ajudava a arrumar carros e todas as moedas que pudesse juntar queimava-as a comprar refrigerantes. Pobre Abu!
© Fotografias de Pedro Serrano, Bissau, Setembro 2015.