16 maio 2015

VISITAÇÃO


Já os mortos que nos sobram
Foram enxaguados de defeitos
E foi-lhes vestida a roupa
Limpa da memória
Já os mortos que nos restam
Podem espreitar sorridentes
Às janelas da nossa história






© Fotografia de Pedro Serrano, Queirã (Viseu), 2012.